domingo, 19 de outubro de 2014

Derivaldo Romão e Ricardo Coutinho versus Manoel Jr. e Cássio C. Lima


O resultado da eleição deste ano na Paraíba e especialmente no município de Pedras de Fogo desencadeará uma considerável influência na próxima eleição municipal do ano de 2016. Visto que na cena atual, os principais nomes de políticos à disputa do governo municipal de Pedras de Fogo é o novamente previsto duelo entre Derivaldo Romão (PSB), atual prefeito, e Aurilécio Moreira (PT), candidato derrotado nas últimas eleições, que conta com o apoio de um cacique político da região, o deputado federal Manoel Júnior (PMDB), três vezes prefeito de Pedras de Fogo

Com a apuração das urnas no primeiro turno, pode-se dizer que a oposição em Pedras de Fogo ficou numa situação mais favorável, pelo menos momentaneamente. O principal adversário do atual prefeito Derivaldo Romão, o deputado Manoel Júnior, foi reeleito para seu terceiro mandato na Câmara Federal, alcançando o 5º lugar entre as 12 vagas, com 105.693 votos, que equivalem a 5,46% dos votos válidos para deputado federal em toda a Paraíba. Já em Pedras de Fogo, os números mostram que o deputado também se deu bem, foram 56,03% dos votos válidos, que equivalem a 8.674 votos dos eleitores pedrafoguenses. Conseguiu assim certa vantagem em relação ao candidato apoiado pelo atual prefeito Derivaldo Romão, Dr. Damião (PDT), que também foi reeleito deputado federal, obtendo 4.381 votos, equivalendo a 28,30 dos votos válidos do eleitorado do município. Em contrapartida, Derivaldo Romão conseguiu mais votos para seu candidato a deputado estadual, o também reeleito Branco Mendes (PEN), que obteve 4.486 votos, 30,01% dos votos no município, ficando na frente do candidato do deputado Manoel Júnior, Arnaldo Monteiro (PSC), que obteve 3.841 votos, 26,12%.

Para governador do estado, o deputado Manoel Júnior teve seu antigo desafeto e hoje parceiro político, o candidato Cássio Cunha Lima (PSDB) vitorioso no primeiro turno, tanto no campo estadual como em sua terra natal, Pedras de Fogo. Uma votação bastante disputada nos dois campos: no estadual foram 965.397 votos, que são 47,44% dos votos válidos, contra 937.009 votos do atual governador Ricardo Coutinho, que equivalem a 46,05 dos votos válidos. Uma diferença pequena, 28.388 votos, que são 1,39% de diferença entre os votos válidos na Paraíba. Em Pedras de Fogo Cássio teve 7.329 votos, 48,86%, já Ricardo 7.234 votos, 48,23%. São 95 votos a mais para o candidato tucano, com diferença de 0,63%.

Nesse intervalo de tempo, agora que estamos na campanha do segundo turno, as circunstâncias das coligações partidárias levaram a uma virada do Candidato Ricardo Coutinho (PSB), que segundo pesquisa do IBOPE, divulgada na última sexta-feira (17), mostra o atual governador com 53% dos votos, contra 47% do seu adversário. Sendo assim, reeleito governador do estado, Ricardo Coutinho será de fundamental importância e sustentação para a reeleição do atual prefeito Derivaldo Romão, que chegará fortalecido para a campanha de 2016, caso se concretize nas urnas a vitória de Ricardo no próximo domingo, já que os dois já demonstraram suas proximidades políticas.